terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Vômito da Alma

Se espalhando feito cartazes
Nas paredes da minha existência
O vômito da minh'alma
São palavras evidenciando
Lançando, jorrando
As dores que senti
A heroína que flui
E a que não fui...

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

Único Erro

Talvez se eu tivesse me calado
A ansiedade segurado
Não tivesse me machucado
E tamanha decepção passado
Mas hoje lembro sem dor
Deste fora que a vida me deu
E guardo aqui, esse amor teu
É meu,
Sempre será
E estará aqui,
Guardado em mim...
O meu único erro,
Não foi o de te amar...
Foi o de pensar que seria possível
Não foi...
Mas nos meus sonhos
Ele é inesquecível
Agora permaneço calada,
Vivo um amor solitário
Sem o risco de ser magoada...
Mais uma vez!

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

Não Dá Mais

Foram dias imensos,
Noites sem fim...

Só cabia em mim,

A falta de ti...

Ruas, pessoas,
Risadas sem alegria,
Inverno em mim...

A música,
Ah, a música!
Te trazia enfim...
Fechava os olhos,
Te sentia,
Primavera se fazia mim...

Sonhos, planos solitários...
Eu aqui e aí
Pensamentos em você
Sentimentos
por você

Desejos só de você

Não dá mais,
Preciso te ter...
To voltando,
Voltando para você!


giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

Estarei Aqui

Mesmo que a sua imagem se vá,
O sentimento irá ficar,
As lembranças no meu coração...

O tempo não te roubará de mim,

Nem a tristeza tomará o seu lugar...
A saudade te manterá aqui,

Vivo, constante,

Tatuado, impregnado em mim...

Jurado ao amor,

Nosso amor!

Ao que não tem fim...

E quando for a hora,

A nossa hora...

Estarei aqui!


giovana mendhes.¸.•*ੴ

Resignação

Diferente
Sufocando
Transportando
Transmutando
Íntimo, místico
Quase demente

Entra
Sente
Permanece
Instinto, espírito
Em mim
De mim
" Eu"

Busca
Encontro
União
Solidão

Explosão de sentimentos
Imensidão de sensações
Viajem interna
Pensamentos vêm e vão
Em vão

Coração dividido
Razão e emoção
Se misturam...
Perdição

Eu...
Resignação


giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Estamos Vivos Meu Bem

Estamos vivos meu bem...
É isso, a vida continua a girar...
Parece que nunca vai parar
Mas, às vezes, sinto que não saiu do lugar...
E nós?
Nós... Estamos vivos meu bem!!

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

Tua Boca Carmim


Ouso sonhar

Beijos, juras, carinhos
E o teu amor
Intenso, infinito para mim
Juntos enfim
Obstinados até o fim

Quimera das minhas noites
Um único beijo
Eu sonho de ti ganhar

Sonho, espero
Ouso, me desespero
Nesse vazio
Horas que não passam
Olhos que nadam

Gotas de sal
Amanhece e ainda há lágrimas
No coração sonhos
Habitados pela tua imagem
A tua boca carmim
Realidade de um sonho, que não tem fim!

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

domingo, 27 de janeiro de 2008

Olhares

Olhos que não se calam, se entregam
Lábios insanos, calados se devoram
Homem e mulher
Ardendo, querendo
Rio de desejos... corpos se misturam

Selam um nirvana sensual
Entrelaçados, encaixados
Dilacerados de prazer
Unidos pelo desejo
Tórridos e vorazes
Olhares
Revelam-se... seduzem

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Pedaço de Mim

Um pedaço de mim, minha medrosa escuridão...
Uma falta, abismo sem fim dentro do coração...
Um passado escondido por detrás do muro...
Um espaço frio, um nada mudo no futuro...

Lacuna, parênteses, em mim aberta ferida...
Um sentimento de incompletude na vida...
Uma parte que levastes contigo...
e que não desejas mais saber...
Um pedaço do meu corpo amigo
que ainda esconde esse amor e você...

Pedaço de nós, de mim, do que fomos...
Solto nas lembranças...
Submerso neste vazio que ficou
Universo de solidão em mim
Falta de você em meu coração

Misto de sentimentos em mim
A falta que você me faz
A necessidade da tua cumplicidade
Amiga, amante que me faz completa
A dor de não ser mais
Esperança que me faz sonhar
E ver este pedaço de mim voltar!

giovαnα mendhes e Karla Bardanza

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Convicção

Magia, arte, crença
Música e poesia
Em sintonia
Sentimento perfeito
Efeitos do amor
Existência plena
Sem rejeição
Entrega sem restrição
Felicidade irradiando no olhar
Se faz primavera no coração
Borboletas na mesma direção
A convicção do eterno perdura
Nos une na imensidão do que nunca tem fim...

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ


terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Carnaval da Poesia

"No carnaval da poesia, alegria e nostalgia se misturam, pulam, brincam, rodopiam dentro de mim, fazem folia em meu coração... Encontrar você no meio do salão, seria muita tentação... Melhor nem usar a imaginação..."

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ



Carnaval da Poesia, uma ciranda aberta à todos.
Fiquei muito feliz em ser convidada para entrar na mesma:
http://www.maysa.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=815565

Coração Poeta

Há em mim coração poeta
Oscila, esconde sentimentos
Machucado sangra
Entrega-se
No vôo solitário dos versos
Sorve de mim lembranças

Vivências
Inscritas nos papéis da existência
Versos vertidos
Em mim, de mim
Machucam, rasgam, sangram

Por você, para você
Obsceno sofrer
Estranho querer
Torpor da alma
Assim passo pela vida
Sorrateira

Sangrando
Abrindo o coração
Nascendo novamente
Gerando
Revivendo
A cada verso por mim sangrado
Mísera sina de um coração poeta

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Somos Diferentes

Você tem suas crenças ou superstições?
Eu as aceito e as respeito.

Você é hetero, bi ou homossexual?
Eu aceito, mas acima de tudo respeito.

Você pensa estar fazendo a coisa certa, apesar
de sempre estar cometendo um erro após o outro?
Eu aceito e respeito a sua opção. Afinal é um direito seu.

Você gosta de amarelo e eu de preto?
Que ótimo, somos diferentes.

É na diferença que acredito, pois é nela que encontramos
a possibilidade de trocarmos experiências, de aprendermos com
o próximo.
É na diferença que nos completamos.

Por isso me aceite e respeite se sou diferente de você.
É o mínimo que espero dos mais próximos...
E é o que exijo dos menos.

Mas se para você isso é impossível,
Sinto-me à vontade para não fazer questão da
sua amizade ou proximidade e desejo-lhe que o tempo e as diferenças,
mesmo que tardiamente, lhe traga a maturidade da aceitação e do respeito.

giovαnα mendhes .¸.•*ੴ