quarta-feira, 28 de abril de 2010

O que seria?



Hoje estou naqueles dias
Que em mim o sarcasmo brota sem regar
E o que em mim é uma gota
Para o outro
É o mar
E é isso que faz quem quer me amar
Me odiar
Mas só neste dias
Porque depois
O amor volta
E a minha ternura
Mais azeda do que doce
Também volta
Pena que ela comigo não consiga ficar
E nem eu quero que ela ouse em mim enraizar
O que seria de mim sem estes meus dias de sarcasmo gritante?
E o que seria de você sem esse meu humor mutante?

giovana mendhes

2 comentários:

Fabi Pereira disse...

identificação total...
" Pena que ela comigo não consiga ficar..."

a tinta permanente disse...

o que seria de nós sem o nosso sarcasmo...

**